E ai galera, prontos para viajar conosco mais uma vez? Então hoje vamos mostrar um pouco da linda cidade de Fortaleza, capital do Estado do Ceará, através de um passeio que contratamos junto ao nosso amigo Regi, aquele mesmo do passeio de buggy pelas dunas de Aquiráz (Uma aventura de buggy por Aquiraz). E mais uma vez, eu recomendo você em entrar em contato com ele pois foi possível customizar esse passeio de acordo com o nosso tempo disponível (uma tarde) e com o que tínhamos planejado em conhecer. Nosso tour custou R$180,00 e olha, foi muito legal! Aqui vai um grande abraço ao Diego, irmão do Regi que foi quem nos guiou nesse passeio.

Então, após aceitar os inúmeros pedidos do João e da Naná, passamos a manhã na Praia de Porto das Dunas, em frente ao Beach Park, em Aquiráz, e optamos em sair em direção a Fortaleza em torno das 13h. No trajeto percebi uma situação que vale a pena repassar para vocês: As vias urbanas e inter-urbanas possuem vários redutores de velocidade (fiscalização eletrônica) e, caso você esteja com veículo próprio ou alugado, recomendo você não se arriscar a andar mais de 60 km para não se surpreender com multas ou até abordagens de policiais.

Nosso tour nos levou primeiramente a Praia do Futuro, a mais famosa e badalada praia de Fortaleza.

É nessa praia que estão instaladas a beira-mar as mega-barracas, como o Crocobeach, Vila Galé, Itapariká, Chico do Caranguejo, entre outras, que oferecem desde aquela sombra e lugares para sentar, shows de humor e bandas, piscinas de água doce, bem como comes e bebes para curtir a beira-mar.

Não é comum essas barracas cobrarem ingresso, apenas exploram o consumo de bebidas e comidas, sendo também um point noturno da cidade de Fortaleza. Uma dica: Cuidado em transitar pelas ruas da Praia do Futuro. várias pessoas nos disseram que não é muito seguro por ali em função da possibilidade de assaltos.

Nosso próximo destino foi o Mercado Central de Fortaleza.

Localizado no centro de Fortaleza na Avenida Alberto Nepomuceno, ao lado da Catedral de Fortaleza, o Mercado é espetacular e oferece ao longo de seus quatro andares e mais de 586 boxes, uma verdadeira imersão na cultura do cearense, desde o seu sotaque peculiar, até seu artesanato, sua culinária e bebidas típicas.

Não consegui resistir a duas lindas esculturas em barro do casal Lampião e Maria Bonita, além é claro de presentes para toda a família. Muito legal e recomendadíssimo para conhecer.

Ahh, seguem dicas muito interessantes para você:

  • O horário de funcionamento é das 08 as 18. Ele não abre a noite!
  • Se você estiver com crianças, jamais solte da mão dela ou delas, é muito fácil se perder em função da quantidade de pessoas que ali transitam diariamente;
  • Pechinche muito e não compre na primeira oferta. Uma bolsa de couro que o Antonio estava vendo, teve seu preço inicial em R$120,00 e acabou ficando por R$60,00. Segundo o nosso guia, isso é comum e jamais eles venderão por um preço que eles terão prejuízo. Então não fique com peso na consciência e pechinche;
  • No local existem caixas eletrônicos do Banco 24horas (aceita saques de vários bancos). Essa dica é interessante, pois os comerciantes praticam um preço no cartão e outro no dinheiro.
  • Se você gosta de castanhas, várias casas oferecem degustação. Eu provei várias até comprar algumas para presentes.

Nosso próximo destino foi o Centro Cultural Dragão do Mar, na Praia de Iracema.

Que lugar espetacular! Esse centro leva o nome de Dragão do Mar em homenagem a Francisco José do Nascimento, o Chico da Matilde, um personagem popular da história cearense. Conforme é citado em sua página eletrônica “São 14,5 mil metros quadrados de área construída para vivenciar a arte e a cultura, visitando exposições no Museu da Cultura Cearense, no Museu de Arte Contemporânea do Ceará e na Multigaleria; se encantando com espetáculos cênicos, no Teatro Dragão do Mar, no Espaço Rogaciano Leite Filho e na Arena Dragão do Mar; assistindo a grandes filmes nas modernas salas do Cinema do Dragão – Fundação Joaquim Nabuco; desbravando o Universo, no Planetário Rubens de Azevedo; e ainda curtindo shows locais, nacionais e internacionais, no Anfiteatro Sérgio Mota, no Auditório e na Praça Verde do Dragão.”

No dia em que ali estávamos, para minha completa decepção, ia ter um show com a banda Biquini Cavadão!! Decepção pelo fato de que o show seria a noite e não teria como assistirmos pois precisávamos voltar para a pousada para arrumar nossas coisas para seguir viagem a Jericoacoara no dia seguinte cedinho.

Isso me lembra uma dica: Quando for a Fortaleza acesse o site do Dragão do Mar (http://www.dragaodomar.org.br/) para conferir a programação cultural, pois tem atividades o dia inteiro para você conhecer, curtir e compartilhar.

Você não vai se arrepender de conciliar a programação do centro na sua agenda de férias. Produção, já requisitei uma nova viagem a Fortaleza onde quero fazer uma postagem só sobre o Dragão do Mar!

Próxima parada: Ponte dos Ingleses, na Praia de Iracema.

Construída em 1921 pela empresa inglesa Norton Griffts Co para servir de porto da cidade de Fortaleza, porém nunca serviu para esse propósito, ficando meio que abandonada até o ano de 1994, quando foi revitalizada e se tornou um dos pontos turísticos mais frequentados da cidade.

Embora não tenha acontecido nada, fiquei meio preocupada em perceber que não havia sequer um policial em toda a extensão da ponte. Foi muito bacana percorrer a extensão desse trapiche e poder ver o por do sol em uma posição privilegiada. Recomendadíssimo para tirar linda fotos e apreciar a paisagem da orla da Praia de Iracema, porém não recomendo ir a noite na Ponte.

Como já estávamos na Praia de Iracema, após ver um belo por do sol, não podíamos deixar de caminhar pela orla da praia e apreciar seus encantos. Uma dica bem interessante: Se você estiver com sua família, ali existem bicicletas ou triciclos que comportam até 4 pessoas, e alugar um desses para pedalar pela orla e sentir a brisa do mar é muito gostoso.

E para finalizar nosso passeio pela cidade de Fortaleza, não poderíamos deixar de conhecer a famosa Feira de Artesanato da Avenida Beira-Mar.

Localizada no calçadão da Praia de Meireles, a feira já existe há mais de 20 anos e são centenas de barracas de feirantes e artesãos que oferecem ao público as mais diversas opções de comidas, bebidas e artesanatos. O único problema de ir na feira é que, com certeza, você vai pagar excesso de bagagem ou lotar seu carro de presentes e lembranças na sua viagem de volta. É muito legal de andar pela feira e interagir com os feirantes. Não deixe de conhecer a feira, ela funciona das 17h as 23h, todos os dias.

Uma dica bem legal para você que está com viagem marcada: Ao longo da Praia de Iracema e da Avenida Beira-Mar, existem vários restaurantes que oferecem ao seu público shows com humoristas locais. Como a grande maioria tem início as 21h e, como já citei acima, íamos viajar cedinho para Jericoacoara, não foi possível conhecer um deles, mas quem sabe você que já foi ou que está indo não participa do Fernandanças e nos conta sua experiência? O Espaço “Você por Aqui” foi criado para você também fazer parte desse mundo de aventuras e diversão.

Pôxa, eu quase ia esquecendo! Seguindo a recomendação do nosso guia Diego, deixamos para jantar no Roots Burguer em Aquiráz. E foi realmente uma dica muito legal, pois além do atendimento o lanche estava delicioso. Como disse nossa expert em lanches Naná: “Foi de comer mais um!!!”

Curtiu? Deixe seu comentário e nos siga nas redes sociais, bem como não deixe de ver o nosso vídeo abaixo. Abração galera.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.