Reabre o Crillon, o hotel mais luxuoso de Paris

O famoso Hôtel de Crillon, um dos mais luxuosos de Paris, reabriu as portas em julho, após ficar fechado por quatro anos por causa de obras de reestruturação. O hotel, localizado no número 10 de Place de la Concorde, dispõe de 78 quartos e 46 suítes. Todas decoradas com ouros, pratas e mármores. Duas delas, as mais suntuosas, foram desenhadas e decoradas pelo estilista Karl Lagerfeld.

A suíte mais cara, chamada de Suite Bernstein, 234 metros quadrados de dimensão mais 112 metros quadrados de terraço com vista sobre a Torre Eiffel, o obelisco de Place de la Concorde e os Jardins das Tuilerie, custa 25 mil euros por noite (cerca de R$ 91,5 mil). O quarto mais econômico, “apenas” 1.250 euros (cerca de R$ 4,5 mil). Para verificar que tudo funcionasse à perfeição, os 400 funcionários viveram no hotel por uma semana antes da reabertura.

O Crillon foi um dos hotéis mais famosos da história, se tornando sinônimo de hotelaria, elegância e hospitalidade. Foi construído em 1758 pelo arquiteto Ange-Jacques Gabriel, a pedido do rei da França Luís XV. Nos quartos do então palácio real a rainha Maria Antonieta teve aulas de música e em 1793, na entrada do edifício, foi decapitado Luís XVI, o último soberano francês.

O edifício se tornou um hotel em 1909, com o nome de Hôtel des Voyageurs. Este pedaço de história parisiense, agora de propriedade de um príncipe saudita e gerido pelo grupo Rosewood Hotels and Resorts, já teve hospedes ilustres, como o presidente dos EUA, Franklin Delano Roosevelt, o Leonard Bernstein, Michael Jackson ou Madonna. As obras de reestruturação custaram 200 milhões de euros (cerca de R$ 732,5 milhões) e estavam previstos para terminar em 2015, mas houve dois anos de atrasos.

Fonte: G1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.